Comunicação

Notícias

  • Rádio Olinda tem migração para FM autorizada pela ANATEL

    14/06/2019 - Assessoria de Comunicação
    Emissora é um dos prefixos mais tradicionais do Estado

    A Rádio Olinda, um dos prefixos mais tradicionais de Pernambuco, teve uma ótima notícia essa semana. A Anatel definiu o canal que a emissora ocupará na faixa FM, uma demanda prioritária da rádio desde que saiu a Portaria que definiu as regras para o processo.

    No último dia 13, o Gerente de Assuntos Legais e Institucionais da ABERT, Rodolfo Salema, encaminhou solicitação da Rádio Olinda assinada por seu Diretor, Padre Luciano José Rodrigues manifestando interesse e concordância em migrar para o Canal Classe A4, com até 5 Quilowats.

    E hoje, o engenheiro da ABERT, André Cintra, confirmou à Asserpe a definição da frequência 105,3 MHZ, informada à Rádio Olinda. O próximo passo é a montagem do novo parque técnico e o início das operações em caráter experimental. Com isso a perspectiva é de expansão de projetos ligados à audiência, difusão de sua linha editorial e projetos como o do Sócio Evangelizador, exemplo para outras emissoras católicas do Nordeste.

    História: a Rádio Olinda foi inaugurada em 08 de dezembro de 1953 pelo empresário Arlindo Cardoso de Moura com a finalidade de satisfazer os interesses políticos do então Governador de Pernambuco, Agamenon Magalhães.

    Após alguns anos, o empresário Arlindo Cardoso decidiu vender a emissora suscitando interesse de grandes empresas comerciais da região.

    A Arquidiocese de Olinda e Recife adquiriu a rádio porque entendia estar ampliando a ação evangelizadora da Arquidiocese de Olinda e Recife. A emissora passou a fazer parte na ação evangelizadora da Arquidiocese, contribuindo significativamente por meio da comunicação radiofônica. Em sua grade de programação, passou a priorizar os projetos que sempre foram importantes na Igreja de Olinda e Recife, como os pobres, a juventude e a família.

    A emissora, uma das mais tradicionais de Pernambuco, conserva em seus arquivos, trabalhos históricos da região. Entre eles, material do Arcebispo de Olinda e Recife, Dom Helder Câmara, que esteve à frente da emissora por longos anos.

    Em 2008, os padres Paulinos colocaram a “Rádio Olinda” à venda, despertando interesse das igrejas evangélicas. Diante da possibilidade de perder este importante canal de comunicação, o então Arcebispo de Olinda e Recife, Dom José Cardoso Sobrinho, readquiriu a emissora para dar continuidade ao projeto de evangelização por meio da rádio.

    Dom Fernando Saburido, ao assumir a Arquidiocese de Olinda e Recife, em agosto de 2009, voltou seu olhar de pastor para a Rádio e confiou a direção da emissora a um grupo de leigos. Após alguns anos de gestão, por motivos administrativos, Dom Fernando encarregou três presbíteros da Arquidiocese de Olinda e Recife para administrar a rádio. Confiou a direção geral ao Padre Luciano José Rodrigues.