Comunicação

Notícias

  • Em primeira reunião virtual, ASSERPE debate desafios e oportunidades em tempos de pandemia

    05/06/2020 - ASSERPE
    Encontro representou marco histórico e teve participações de todas as regiões

    A ASSERPE realizou nesta quinta (4) a sua primeira reunião 100% virtual de sua história, em razão da pandemia do coronavirus. Como um mês após o adiamento da última reunião setorial ainda não havia condições de novo encontro presencial, se encaminhou a reunião virtual.

    Foram vários temas em análise e muita partilha da realidade da radiodifusão nos dias de hoje. A reunião começou com um relato do Presidente da entidade, Nill Júnior, sobre as medidas da Abert e ASSERPE no sentido de minimizar os efeitos da pandemia para a radiodifusão.

    Houve informes sobre o Convênio ECAD e o diálogo em Pernambuco entre ASSERPE e a entidade, a luta ABERT para “esticar” o fim de prazo da Mídia Institucional municipal, caso haja adiamento das eleições, prazos e taxas flexionados junto ao MCTIC, inclusão da atividade como essencial na pandemia e outras medidas.

    Na roda de conversa virtual, o tema foi “como as emissoras estão enfrentando a pandemia?” Foram vários relatos partilhando dificuldades mas também oportunidades geradas nesse momento.

    Eventos do Mercado Publicitário como o “Chacoalhada”, de ABAP-PE e SINAPRO tem dado pistas para o meio com a participação de radiodifusores.

    Dentre os exemplos, mais projetos com interação das redes sociais, agregando a elas a credibilidade do rádio, redução de custos, projetos especiais e busca de novos mercados crescentes na pandemia, como o de Delivery. Houve uma unanimidade de que o mercado publicitário e a radiodifusão devem estar mais unidos na busca de projetos conjuntos para lidar com esse momento. Cases de sucesso do estado e fora também foram partilhados.

    Outro tema foi a credibilidade crescente do rádio e da TV em tempos de pandemia segundo as pesquisas Kantar Ibope e outras, provando que o papel social desempenhado por esses veículos tem sido determinante nos dias atuais. A ASSERPE lançou campanha para o rádio e TV no período com o tema “Não caia em fake news! Na hora de saber mais sobre o coronavirus, continue no rádio e na TV!” que teve alcance estadual.

    Dentre os encaminhamentos, a ideia de uma campanha estadual para valorizar o papel dos que salvam vidas na pandemia, no modelo que viralizou no mundo com uma música tocando mundialmente no mesmo horário.

    Também houve a informação de que a Associação tentará em novo ofício nivelar o entendimento com a Secretaria da Fazenda para a emissão na Nota Fiscal Modelo 21 para a radiodifusão. Radiodifusores do Araripe reclamaram que estão vinculados à tabela ECAD da Bahia e não Pernambuco. Houve solicitação, considerando a lentidão da recuperação econômica pós pandemia, que o convênio ECAD-ABERT com maior desconto ganhe mais tempo.

    Outra solicitação que foi aprovada por todos foi a de que o grupo de WhattsApp da Associação trate especificamente de temas do meio.

    Uma próxima reunião virtual, prevista para 2 de julho, terá oferta de conteúdo para os radiodifusores, em data a ser informada.

    Dentre os que participaram da reunião os ex-presidentes Ivan Feitosa (Liberdade FM),Paulo Fernandez Neto (CBN Recife), Marcos Oliveira, Cléo Nicéas, Marcelo Pitanga (Recife FM), Gorete Vieira e Andrea Canto (ASSERPE), Júnior Almeida (Cultura do Nordeste), Emmanuel (Papacaça de Bom Conselho), Paulo de Tharso, Sócrates da Silva (Liberdade FM), Tony Almeida (Cultura FM), Ana Amélia Lemos (Grande Rio), Alysson (Cultura FM Serra Talhada), Thiago Lima (Rádio Asa Branca), Mauri Júnior (Vitória), Professor Douglas (Cultura dos Palmares), João Carlos Rocha (Gazeta FM), Vanessa Oliveira (TV Asa Branca), Zé Carlos (Araripina), Maria Aldy (Educadora de Belém), Marcos Aurélio (Vitória FM), Cínthia (Quilombo FM), Lorena Kelly (Liberal de Ipubi) Paulo Andrade e Paulo Neto (Naza FM), Joaquim Neto (Liberal Ipubi) e Francisco Fernandez (Grande Rio AM).

    Veja vídeo da reunião: