Comunicação

Notícias

  • Rádios são orientadas sobre regras do jogo eleitoral em mais uma Reunião Virtual Asserpe

    02/10/2020 - ASSERPE
    Cuidados, geração de guia, prazos e outros temas foram colocados na pauta do encontro com Orson Lemos

    A ASSERPE teve mais uma reunião virtual ontem, com o Diretor Geral do TRE, Orson Lemos. Na pauta, como as emissoras devem lidar com esse período a partir do início da campanha eleitoral, com o guia começando no próximo dia 9.

    O encontro teve representação de veículos de todo estado. Dentre os principais pontos observados por Orson, destaque para:

    Cuidado das emissoras nesse período – o rigor da legislação eleitoral para emissoras de rádio e TV obriga os veículos a um cuidado adicional evitando crimes eleitorais que usem os veículos como caminho para o ilícito. Críticas diretas ou indiretas para candidatos(as) devem ser evitadas na programação convencional das emissoras. O Presidente da Asserpe compara a legislação para o meio com a Lei de Trânsito. Na lei de trânsito, o motorista é responsabilizado pelo ilícito. Na Lei Eleitoral a culpa é do carro;

    Debates e séries de entrevistas são excelentes instrumentos que as emissoras podem lançar para prestar serviço e dar à população oportunidade de avaliar seus candidatos. Há de se observar a regra de que o candidato através de sua coligação precisa ter representação mínima de cinco parlamentares na Câmara e Senado. A Rádio pode até chamar candidatos sem essa representação mas é uma prerrogativa dela. As regras devem ser aprovadas por no mínimo dois terços dos participantes, o que permite realizar o debate inclusive sem a parte discordante. Fundamental encontrar regras equitativas. A Justiça Eleitoral não precisa ser consultada para sua realização. Só agirá se provocada;

    Medidas sanitárias: mesmo que o Estado não tenha atendido pleito da ASSERPE (apesar de ter garantido prioridade) e não haja regramento sanitário para debates, a recomendação é de fazer calculando o espaço e adequando ás regras já existente, como aferição de temperatura, álcool em gel, 1,5 metro de distanciamento, etc.

    Entrega das mídias : em Recife, houve acordo para entrega de inserções até as 17h e do guia eleitoral até as 18h do dia anterior via players ou email, como no We Transfer. O modelo de Recife pode servir de parâmetro, mas cada comarca é independente e decidirá a seu modo, cabendo argumentação das emissoras;

    Quem gera? Quem retransmite? Em suma, todas as rádios comerciais, educativas e comunitárias legais tem responsabilidade de geração. Essa provocação foi feita para evitar que um perfil de rádio transmita e outro não, causando desequilíbrio no processo. “Teve registro na Anatel, tem que transmitir, seja qual o modelo”, disse Orson.

    A reunião teve ainda a participação de Marcus Lins, Presidente do Tribunal de Ética e Disciplina da OAB.Ele lançou o modelo da campanha “Vote Conscientemente da OAB”. A campanha visa combater Fake News e valorizar caminhos para eleições limpas. A ASSERPE é parceira da campanha.

    Acesse: https://www.youtube.com/watch?v=hO9JiB9MFrw

Veja Mais: http://zaite.com.br/

Outras Notícias

OAB-PE e Asserpe fecham...

Morre ex-radialista da...

O Rádio nasceu em Pernambuco!

Reunião virtual da ASSERPE...

Presidente da ASSERPE...

ABERT lança vídeo...

Vedações na programação de...

ASSERPE passa por mudanças na...

Naza FM comemora 32 anos

Salgueiro FM anuncia...

Voz do Brasil: emissoras...

Rádio Asa Branca de Salgueiro...