Comunicaçao | Mídias


  • A década digital

    Durante o Congresso de radiodifusão do Nordeste, acontecido em Fortaleza, muito se falou dos avanços tecnológicos ligados a radiodifusão no Brasil. A TV digital, a digitalização do rádio e de novos receptores portáteis que a modernidade tem levado à cabo do terceiro milênio. No entanto, ainda pouco se contribui para o conhecimento técnico acerca desse processo. Em que direção vai a tecnologia? E em que rota está a moderna radiodifusão? O caminho do futuro nem sempre passa pela informação.

    Nesta edição da Revista Asserpe vamos ponderar algumas das novidades que estão movimentando o mercado técnico e político no Brasil. O poder e a facilidade do digital contra a cultura centenária do analógico. Costumes e conhecimento nem sempre convivem em harmonia. Preencher todas as lacunas deste debate, de certo, não é a intenção desta publicação, mas sim, levar o leitor a um caminho de novas idéias acompanhado da informação. Nesta edição a Revista Asserpe lhe convida para entrar, aos poucos, na era da década digital, que o ano de 2011 irá iniciar.

    Decidimos não fazer retrospectivas, nem voltar a assuntos que já comentamos. Desejamos ver o novo e para isso vamos buscar a novidade escondida nas ondas médias e frequências moduladas. Nos transmissores de 1kw e nos pendrives e celulares do mundo. Sigamos para o desconhecido na companhia instigante do tradicional. Nesta edição, iremos tratar do futuro do rádio AM e dos novos transmissores de radiodifusão, celulares com rádio e televisão e muito mais.